Buscar

10/03/2014 às 00:17, Atualizado em 26/10/2016 às 09:08

Quatro jovens são mortas com tiros na cabeça em Goiânia

(Foto: G1 GO, com informações da TV Anhanguera)

Quatro jovens foram encontradas mortas na manhã deste sábado (8/03) no Morro do Mendanha, no Jardim Petrópolis, em Goiânia. De acordo com a Polícia Militar, populares que passavam pela Rua Santa Rita visualizaram os corpos e acionaram a corporação. 

Inicialmente, a informação é de que as garotas foram mortas com tiros na cabeça. As vítimas podem ter sido colocadas de joelho antes de serem baleadas, segundo a polícia as quatro foram deixadas lado a lado na rua.

De acordo com o delegado Murilo Polati, titular da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios, uma garota foi identificada, ela tem 19 anos. “Ainda dependemos das identificações das outras, que estavam sem documentos, pois só assim saberemos com quem elas andavam, se estavam sendo ameaçadas ou se tinham alguma ligação com delitos”, afirmou.

Polati diz que denúncias apontam que as garotas podem ter vínculos com tráfico de drogas ou com prostituição. “Elas moravam todas juntas na região do Bairro São Francisco, que é conhecido por essas atividades. Agora vamos colocar os policiais nas ruas para identificar os autores e as reais motivações”, destacou.

Polati contou que as vítimas estavam vestidas e maquiadas, como se fossem a uma festa. Ainda não se sabe se elas foram ao local espontaneamente ou se foram obrigadas. No entanto, para o delegado, não há dúvidas de que se trata de uma execução. “Os primeiros indícios apontam que elas foram levadas ao local para serem mortas, talvez ludibriadas. A suspeita é de que pelo menos quatro pessoas participaram do crime que, infelizmente, ocorreu no Dia Internacional da Mulher”, disse.

Os peritos criminais analisaram a cena do crime e encontraram dois projéteis e algumas garrafas de bebidas. “Ainda não sabemos se essas garrafas têm ligação com o crime. Sobre os projéteis, eles aparentam ser calibre 38, mas tudo ainda será periciado”, ressaltou o delegado

Após a perícia, os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.