Buscar

Advogado diz que nova testemunha conecta PT com facada em Bolsonaro

Frederick Wassef apresentou os fatos durante participação no programa “Aqui na Band”, na emissora Bandeirantes, nesta segunda

Cb image default
Divulgação

O advogado de Jair Bolsonaro confirmou, nesta segunda-feira, 11, que uma nova testemunha do caso Adélio Bispo o procurou para apresentar novas informações. Em setembro de 2019 o presidente foi atingido por uma facada em Juiz de Fora, interior de Minas Gerais.

Frederick Wassef apresentou os fatos durante participação no programa “Aqui na Band”, na emissora Bandeirantes, nesta segunda. Ele falou do que já era previamente conhecido do caso envolvendo a tentativa de homicídio contra Bolsonaro. Logo em seguida, o advogado afirmou que uma testemunha nova o procurou e narrou fatos assustadores sobre o caso Adélio.

“Esta pessoa será conduzida à Procuradoria-Geral da República”, disse o jurista sobre a nova testemunha. “Este indivíduo deteve o Adélio, este indivíduo gravou o Adélio. Outras testemunhas me procuraram e estão assustadas, com medo de assassinatos”, complementou.

“Doutor, quem está por trás disso foi o PT, isto foi encomendado. Houve pagamento. Houve premeditação para assassinar Jair Messias Bolsonaro”, disse o advogado de Bolsonaro, citando o depoimento de uma dessas novas testemunhas. Wassef também teceu duras críticas contra o inquérito da Polícia Federal (PF) sobre a tentativa de assassinato praticada por Adélio.

Wassef ainda citou ligações do delegado da PF, que conduziu a investigação, com o ex-governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, do Partido dos Trabalhadores (PT).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.