Buscar

Anvisa deve conceder registro temporário a mosquito transgênico

Aedes transgênico é estratégia para diminuir população de mosquitos.Registro temporário permitirá uso do mosquito em pesquisas.

Mosquito Aedes aegypti é visto no laboratório Oxitec em Campinas (SP) (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que deve conceder um registro especial temporário para o mosquito transgênico produzido pela empresa Oxitec, o mosquito OX513A.

O Aedes aegypti transgênico é uma estratégia utilizada para reduzir a população total de mosquitos que teve resultados positivos em algumas regiões. Em um bairro de Piracicaba, ele conseguiu reduzir em 82% a quantidade de larvas de mosquito.

Há dois anos, a Anvisa avalia o produto para concessão de registro. Nesta terça-feira (12), o órgão divulgou uma nota afirmando que deverá criar um marco regulatório capaz de avaliar o produto de forma definitiva, assim como outros produtos semelhantes que sejam desenvolvidos.

A agência considera que um marco regulatório é necessário porque se trata de uma tecnologia inovadora e distinta de todos os demais produtos regulados até o momento.

Equanto isso, a agência deve estabelecer um instrumento análogo ao Registro Especial Temporário para utilização do mosquito em pesquisas que possam obter resultados adicionais sobre a segurança e eficácia do método.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.