Buscar

Briga de torcida em SP causa R$ 19 mil de prejuízo ao metrô

A confusão entre palmeirenses e corintianos no último domingo (7) causou R$ 19 mil de prejuízo ao metrô.

A briga aconteceu na estação Brás, na linha vermelha, no início da manhã, quando torcedores estavam se deslocando para assistir ao clássico, no Pacaembu.

De acordo com informações da assessoria de imprensa do metrô, foram quebrados vidros de portas, janelas e bancos de um dos trens.

Houve também prejuízo social, uma vez que os trens deixaram de prestar serviço na estação Brás por mais de 50 minutos em virtude do confronto, completou o comunicado.

O secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, afirmou que as torcidas Mancha Alvi Verde, do Palmeiras, e Camisa 12, do Corinthians, serão acionadas na Justiça para arcarem com os danos.

Com imagens das câmeras da estação, quase uma hora de gravação, a Polícia Civil tenta identificar os nomes dos envolvidos na confusão.

No último domingo, quatro brigas aconteceram na Grande São Paulo. Um homem de cerca de 60 anos morreu em São Miguel Paulista, ao ser atingindo com um tiro no peito -ele não estava no confronto. A vítima ainda não foi identificada.

Um dos homens agredido está internado no Hospital das Clínicas, na zona oeste de São Paulo, com trauma crânio encefálico.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, Raphael Menezes não precisou de cirurgia, e está estável, com quadro de melhora considerável desde domingo. A idade dele não foi revelada.

Não há informações em qual briga Menezes se machucou, mas ele está internado desde o início da tarde de domingo, antes, portanto, do clássico entre Palmeiras e Corinthians, no Pacaembu.

Há um outro homem internado no Hospital das Clínicas, Cassiano Manuel Gomes Júnior, que deu entrada no início da tarde de domingo e que também foi agredido em briga de torcedores. Ele está estável.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.