Buscar

Em meio a Lama Asfáltica, Prefeitura faz mudanças em setores da Seintrha

Justiça determinou bloqueio de bens de investigados na operação, na semana passada

Em meio às investigações de supostas irregularidades no setor de obras da Prefeitura de Campo Grande, investigadas na Operação Lama Asfáltica, o Executivo Municipal fez mudanças no Departamento de Manutenção de Vias e Áreas Públicas da Seintrha (Secretaria Municipal de Transporte, Infraestrutura e Habitação).

Nesta quarta-feira (30), no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), nomeia João Dimas Martins para ocupar o cargo de diretor do setor de fiscalização do tapa-buraco, bem como decreta mudanças em outros setores da pasta.

A mudança ocorre depois que a Justiça decretou a indisponibilidade de veículos e o bloqueio de ativos financeiros de acusados na Lama Asfáltica. A indisponibilidade de bens que totaliza R$ 315 milhões e refere-se somente a irregularidades verificadas na execução de contratos para tapar os buracos nas ruas de Campo Grande. Entre as denunciadas está a empresa que foi flagrada realizando serviços onde não haviam buracos, no começo de 2015.

Na mesma edição, João Dimas foi exonerado do cargo em comissão de Diretor de Departamento de Planejamento e Controle de Obras da mesma pasta. Além disso, Ido dos Santos Ximenes foi exonerado do cargo de chefe da Divisão de Controle de Obras e nomeado diretor do Departamento de Projetos de Infraestrutura. Também houve mudanças de servidores na Divisão de Obras e de Manutenção de Edificações da Área da Educação.

O secretário da pasta, Amilton Cândido de Oliveira, foi procurado pela reportagem do Campo Grande News. Em resposta, ele afirmou que as mudanças fazem parte de política interna de reorganização da secretaria.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.