Buscar

Escolas do grupo especial encerram noite de carnaval em Campo Grande

Última noite de desfiles foi nessa terça-feira (9) na avenida do Samba.Polícia Civil, escritor e compositor e 50 anos de escola foram enredos.

Escola de samba Igrejinha (Foto: Reprodução/ TV Morena)

Na última noite de carnaval cinco escolas desfilaram pelo grupo especial na avenida do Samba, próximo à Praça do Papa, em Campo Grande nessa noite de terça-feira (9).Deixa Falar, Igrejinha, Catedráticos do Samba, Unidos da Vila Carvalho e Unidos da Cruzeiro finalizaram as apresentações e alegraram o público. Ansiedade e disposição tomou conta de todos os integrantes das escolas.

Grupo EspecialNa Deixa Falar, o samba-enredo “Ô Abre Alas, Que Eu Quero Passar” fez uma viagem pelos antigos carnavais com pierrôs e palhaços. Em um dos momentos da apresentação a escola apostou em artistas circenses fazendo acrobacias.A escola Igrejinha, atual campeã, homenageou o escritor e compositor, Edson Contar de 66 anos.Ele compôs mais de 20 sambas-enredos de carnavais campo-grandenses. Descendente de libaneses, o homenageado se vestiu de Sheik  e desfilou ao lado das odaliscas no chão.

Os Catedráticos do Samba foi a terceira escola a entrar na avenida e a Polícia Civil foi a homenageada da vez. Para os integrantes a principal arma para o desfile foi a alegria. Em um dos carros, uma viatura antiga da polícia fez parte da alegoria.

A Unidos da Vila Carvalho comemorou 50 anos com cerca de 600 pessoas vestindo as cores da escola. Na avenida o enredo contou parte da história da escola desde a fundação dela. As cores, verde e rosa, foram lembradas na letra do samba. Um dos carros alegóricos quebrou em frente a uma das bancas dos jurados, mas o carro voltou a desfilar minutos depois.

A última escola a se apresentar foi a Unidos do Cruzeiro com o tema Os mistérios da noite. A escola desfilou debaixo de chuva, que espantou boa parte do público das arquibancadas. A energia elétrica chegou a faltar, mas não impediu a escola de terminar a apresentação dela no escuro.

O presidente da Liga das Escolas de Samba disse que vai se reunir com outros integrantes, antes da apuração, para analisar a situação da escola. Será analisado como a escola será avaliada para não ser prejudicada

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.