Buscar

Imprensa internacional repercute ida de Lula para ministério de Dilma

Para New York Times, petista assumiria cargo para evitar ser preso. Segundo Forbes, muitos brasileiros consideram a manobra uma vergonha

New York Times destaca que Lula pode assumir cargo para evitar ser preso (Foto: Reprodução/New York Times)

A nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma Rousseff ganhou destaque na imprensa internacional e foi notícia em jornais como New York Times e Wall Street Journal (EUA), El País (Espanha), Le Figaro (França) e La Nación (Argentina).

Lula substitui Jaques Wagner, que se tornará chefe de gabinete da presidente.

Os veículos ressaltaram que, além de ajudar Dilma a superar a crise política, com um processo de impeachment em andamento, a nomeação também serviria para blindar o ex-presidente de investigação da Operação da Lava Jato. Como ministro, Lula passa a ter foro privilegiado e só pode ser investigado com o aval do Supremo Tribunal Federal (STF).

New York TimesO jornal americano destaca que o ex-presidente vai assumir um cargo no governo para evitar ser preso. Na prática, segundo o Times, isso significa que o processo contra Lula pode se arrastar por anos e poucos políticos julgados pelo STF acabam na prisão

BloombergO site de notícias publicou que Lula, que está sob investigação, concordou, em princípio, em assumir uma pasta no governo da presidente Dilma. Com isso, segundo o site, ele estaria protegido contra processo de corrupção.

Bloomberg diz que Lula vai assumir ministério para se proteger de investigação (Foto: Reprodução/Bloomberg)

La NaciónSegundo o jornal argentino, o ex-presidente Lula havia aceitado assumir um ministério no governo de sua sucessora, Dilma Rousseff, o que permitiria ao líder petista ter foro privilegiado nas denúncias sobre o esquema de corrupção da Petrobras.

Le Figaro diz que Dilma e Lula se unem para enfrentar o escândalo de corrupção (Foto: Reprodução/Le Figaro)

Le FigaroO jornal francês diz que Dilma e Lula se unem para enfrentar o escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras.

El País afirma que o governo quer contar com a capacidade de negociação de Lula (Foto: Reprodução/El País) (Foto: Reprodução/El País)

El PaísO espanhol El País traz a notícia na primeira página. O jornal afirma que o carismático presidente, que governou o Brasil de 2003 a 2010, retorna para o epicentro do poder: será ministro da Casa Civil, cargo equivalente ao de primeiro-ministro.

Forbes diz que Dilma ofereceu cargo a Lula em esforço para protegê-lo da investigação da operação Lava Jato (Foto: Reprodução/Forbes)

Revista ForbesO site da revista destaca que a presidente Dilma ofereceu um cargo no governo a Lula, em um esforço para protegê-lo da investigação da operação Lava Jato, e que muitos brasileiros consideram a manobra uma vergonha.

The Wall Street Journal afirmou que o retorno ao governo poderá proteger Lula de eventuais problemas com a Justiça (Foto: Reprodução/The Wall Street Journal )

The Wall Street JournalO jornal americano diz que o convite a Lula é um reflexo dos efeitos de uma recessão brutal, do escândalo de corrupção e da crescente pressão pelo impeachment.

Para La Nación, Lula assumiria ministério para ter foro privilegiado (Foto: Reprodução/La Nación)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.