Buscar

Moradores questionam rampa para cadeirantes instalada na beira de rio

Além de não ter proteção, outro acesso tem poste no meio em Jundiaí. Prefeitura informa que empresa responsável pela obra já foi notificada.

Rampa em calçada causa transtornos (Foto: TEM Você / Douglas Alves)

Uma obra inusitada de engenharia está chamando atenção dos moradores, principalmente dos cadeirantes, em Jundiaí (SP). Uma foto enviada pelo aplicativo TEM Você mostra o perigo de uma calçada “anormal” localizada na beira do rio Jundiaí que passa às margens da Avenida Frederico Ozanan.

Além de não ter proteção para os pedestres, existe uma rampa de acessibilidade que dá para o rio e outra que tem um poste no meio. Segundo os moradores, aparentemente as obras, que “dão direto para o rio”, são novas.

Da maneira que está eu vou cair direto no rio. Não tenho como virar depois da rampa, então no meio dela tenho que fazer manobras para tentar não cair no rio ou para trás. Precisaria ter uma grade não só para proteção dos deficientes, mas também para idosos, opina o almoxarife Igor Masi, que é cadeirante.

A avenida é uma das principais de Jundiaí. Além do problema com o acesso na calçada, Masi também destacou que a rampa está instalada ao lado da faixa de pedestres, e não no mesmo local como deveria ocorrer. Não tem condições de andar. Além daqui, no Centro Expandido principalmente, temos problemas com acessibilidade, diz.

Em nota, a Prefeitura de Jundiaí informa que a rampa é uma obra de contrapartida, ainda em fase de execução, realizada por uma construtora. Como a obra previa a instalação de um gradil antes do rebaixamento da guia, a Secretaria de Obras encaminhará um fiscal até o local para que a empresa seja notificada. Como medida emergencial, cavaletes foram instalados no local para evitar acidentes, até que a empresa conclua o trabalho.

Sobre as condições de acessibilidade, a incorporadora Living informa que a obra para ampliação da pista, realizada em contrapartida com a Prefeitura de Jundiaí, está em fase de execução e é acompanhada pelos departamentos de obras e trânsito da cidade. Informa ainda, que será instalado um gradil para segurança transeuntes no local, na fase de finalização. A expectativa é que a grade de proteção seja instalada em até 15 dias.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.