Buscar

Mulher morre na Santa Casa vítima de H1N1; terceiro óbito pela doença no Estado

EstadoEste pode ser o segundo óbito na Capital, caso a suspeita da morte de março seja confirmada

Morreu nesta quarta-feira (7), na Santa Casa de Campo Grande, uma mulher de 56 anos vítima do vírus H1N1. Conforme a comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), a paciente fazia tratamento rotineiro para hanseníase, diabete e hipertensão.

Segundo a secretaria, outro óbito ocorrido em Campo Grande, em março, também decorrente do vírus H1N1 está sendo investigado para saber se a vítima era da Capital ou se morava no interior e fazia tratamento aqui.

Em janeiro e fevereiro cinco casos suspeitos do vírus H1N1 foram notificados em Campo Grande, nenhum confirmado. Em março oito casos foram notificados e dois confirmados. Em abril o número de notificações aumentou para 30, sendo três confirmados de H1N1, três de influenza B e um óbito.

Do começo do ano até o dia 30 de março foram notificados ao todo 73 casos da doença no Estado. Destas, cinco foram confirmadas, sendo uma em Aparecida do Taboado, duas na Capital, uma em Corumbá e uma em São Gabriel do Oeste. Com a morte de ontem, o Estado soma três mortes por H1N1, sendo uma em São Gabriel do Oeste, Corumbá e Campo Grande.

No ano passado sete pessoas morreram vítima da doença, sendo duas por influenza B, quatro por influenza A e uma por H1N1. Em 2014 foram 29 óbitos. Um por influenza A e 21 por H1N1.    

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.