Buscar

Polícia registra segunda morte de detento na Máxima em dois dias

Homem de 35 anos foi encontrado morto na cela

Na manhã desta sexta-feira (1º), Douglas Farias do Carmo, de 35 anos, foi encontrado morto em uma das celas do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, localizado no Jardim Noroeste. As causas da morte devem ser investigadas.

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado por um agente penitenciário do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, ele foi acionado por um detento da cela 103. Segundo o interno, ele viu Douglas deitado no colchão na cela 108, aparentemente sem sinais vitais.

Foi constatado que Douglas havia morrido na cela, mas não há informação do que pode ter provocado a morte ou se ele tinha histórico de problemas de saúde. O caso foi registrado na 3ª Delegacia de Polícia Civil como morte a esclarecer.

Segunda morte

Na tarde de quinta-feira (31), Sidnei Baptista Borges, de 45 anos, morreu no Presídio de Segurança Máxima . O interno tinha histórico de doença grave, que não foi especificada pela polícia. Sidnei aguardava transporte para Unidade de Saúde, mas o estado de saúde dele foi agravado e acabou morrendo no pavilhão 4, no setor de saúde do presídio.

O corpo da vítima foi retirado do local por equipe da Pax Canaã e encaminhado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal). O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro como morte a esclarecer.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.