Buscar

Policiais civis não aceitam proposta do governo e ameaçam greve geral

Categoria discutirá paralisação em assembleia marcada para o dia 9 de abril

Durante 12h policiais cruzaram os braços (Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado)

Os policiais civis de Mato Grosso do Sul marcaram para o dia 9 de abril assembleia em que irão decidir possível greve geral da categoria. Não aceitamos os R$ 200 do governador (abono proposto). Por enquanto estamos negociando, caso não avance, não descartamos uma greve geral, explicou Geancarlo ?Miranda, presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul (Sinpol). 

O governo formalizou ontem (31) abono de R$ 200 para todos os servidores estaduais. Insatisfeitos com a proposta, os policiais civis juntamente com os agentes penitenciários e o Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Sindicais (Sintes/MS) confirmaram assembleia para o dia 9.

Nesta sexta-feira, a categoria promoveu paralisação de 12h, com suspensão de vários serviços como registro de ocorrências com exceção de flagrantes, por exemplo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.