Buscar

Por aumento, professores suspendem ação contra Bernal

Profissionais não terão os três dias de paralisação descontados

Paralisação nacional de professores começou hoje e suspensão das aulas vai até quinta (Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado)

Depois dos protestos de professores em frente à prefeitura, a vereadora Luiz Ribeiro (PPS) afirmou na manhã desta terça-feira (15), em pronunciamento na Câmara, que o acordo entre professores e prefeito Alcides Bernal (PP) inclui a suspensão de ação judicial com cumprimento da lei municipal, que o Sindicato Campo-Grandense dos Professores move contra a prefeitura.

A parlamentar disse, aindaa que os professores da rede municipal que aderiram a paralisação nacional não terão os três dias descontados do salário.

À tarde, a categoria se reúne em assembleia para definir quais propostas feitas pela prefeitura serão aceitas pelos profissionais.

A paralisação nacional de professores começou hoje e, em Campo Grande, a suspensão das aulas vai até a quinta-feira (17). Profissionais reivindicam principalmente o pagamento do reajuste do piso nacional de 11,36%, que ao que tudo indica não será pago integralmente pela prefeitura da Capital.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.