Buscar

Ação inédita em Sidrolândia ensina a transformar seu imposto de renda em solidariedade

Já pensou em usar parte do imposto de renda que você paga ao governo para ajudar as crianças da sua cidade? Pois esse foi o tema da palestra que aconteceu na noite de ontem (18) na Câmara Municipal de Sidrolândia, com o auditor da Receita Federal, Antônio Carlos de Campos.

Há menos de duas semanas, após reunir-se com as entidades sociais de Sidrolândia e constatar que a assistência Social do município não está recebendo a devida importância por parte do Governo Municipal, o presidente da Câmara, David Moura de Olindo, decidiu que era a hora de buscar um caminho alternativo. Era a hora de mostrar à sociedade que ela pode ajudar as instituições de maneira mais eficiente. A doação de parte do imposto de renda para esse fim existe, mas poucas são as pessoas que tem essa orientação. decidimos fazer essa palestra para que a sociedade saiba, doe e se envolva cada vez mais com as questões da nossa cidade, disse David.

Em linguagem simples e com duração de pouco mais de uma hora, Antônio Carlos explicou como o contribuinte pode, no momento em que está declarando sua renda, destinar 6% do imposto devido. As doações devem ser feitas ao Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e, então, destinadas à instituição escolhida pelo contribuinte, desde que ela tenha projetos inscritos no conselho. O contribuinte não poderá doar caso utilize o desconto simplificado, apresente a declaração em formulário, ou entregue a declaração fora do prazo. É muito importante que o contribuinte saiba que essa doação só pode ser feita pelo chamado modelo completo, que é um pouco mais demorado, mas que vale muito a pena, pois essa é a oportunidade de você ver o imposto que você paga ficando no seu município e ajudando pessoas que você, de alguma forma, tem contato, explicou o auditor.

Antônio lembrou que Dourados, Chapadão do Sul e Campo Grande tiveram doações expressivas no ultimo ano. Segundo ele, os municípios arrecadaram, respectivamente, R$90 mil, R$120 mil e mais de R$200 mil com doações de imposto de renda. Ele explicou que isso aconteceu devido às intensas campanhas realizadas pela sociedade e a colaboração incondicional dos orgãos públicos e dos contadores locais. isso que a Câmara de Sidrolândia faz hoje é o início de um novo tempo para todos que aqui vivem. É de extrema importância que as pessoas saibam como fazer e que, daqui em diante, o façam. Essa Casa está de parabéns!, elogiou.

Ermínia Piana, empresária local, comprou a ideia desde o início da divulgação. Sempre me interessei muito por tudo que envolva solidariedade, principalmente com projetos voltados ás crianças e aos adolescentes. Quando fiquei sabendo da palestra passei para todos os meus contatos e fiz o convite. Eu mesma já fiz minha declaração esse ano e não sabia dessa possibilidade, a partir de agora terei uma nova postura e com certeza farei minhas doações, declarou.

Agora, com esses esclarecimentos, esperamos que as entidades sejam cada vez mais ativas. Coloquem membros nos conselhos e briguem por seus direitos. esses conselhos foram criados para que o caminho entre o dinheiro e as pessoas que precisam seja encurtado, mas ninguém conta isso pra gente. Vamos fazer uma grande campanha, incentivar nossos contadores e nossos contribuintes. Vamos envolver nossa sociedade nesse projeto e fazer valer cada centavo desse imposto que pagamos, finalizou David.

Você pode obter mais informações acessando os sites: www.tributolegal.org.br ou www.receita.fazenda.gov.br , nos conselhos dos direitos das crianças e dos adolescentes, ou, ainda, enviando um e-mail para o Plantão Fiscal da DRF/Campo Grande plantaofiscal.cg@receita.fazenda.gov.br.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.