Buscar

Santa Casa vai abrir inquérito sobre denúncia de falsificação de atestados

Assistente Social e um homem foram presos e liberados em Corumbá, MS.Polícia quer saber quantos atestados falsos foram emitidos em seis meses.

A Santa Casa de Corumbá, cidade distante 414 quilômetros de Campo Grande, vai abrir inquérito administrativo para apurar a denúncia de falsificação de atestado médico. No fim de semana, uma assistente social do hospital e um suposto cliente, de 40 anos, foram presos em flagrante. Por não terem antecedentes criminais, foram liberados.

Os atestados foram encontrados na casa da assistente social, de 27 anos. Segundo a Polícia Federal, no momento do flagrante, a suspeita negociava mais uma dispensa médica falsificada. Ela foi afastada do cargo.

Ela falou que fazia há seis meses e através de confiança que ela tinha lá dentro do hospital. Tem que ver até se o documento era furtado ou se ficava com ela por confiança e ela subtraiu sem o conhecimento, entendeu? Tudo isso ainda tem que ser avaliado, afirmou a polícia.

A assistente social tinha acesso a formulários e carimbos de médicos no único hospital da cidade. De acordo com a PF, a suspeita teria confessado que levava os formulários já carimbados para casa, falsificava a assinatura do médico e vendia para outros trabalhadores.

O hospital atende cerca de 900 pessoas por mês. Ainda não se sabe o número de atestados emitidos, porque o controle é feito pelos médicos.

O atestado médico é preenchido num papel timbrado da Santa Casa, então esse papel fica exposto em qualquer enfermaria. A única pessoa que está autorizada a preencher e assinar é o médico, explicou o diretor-presidente da Santa Casa, Cristiano Xavier.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.