Buscar

Microcefalia é confirmada em três bebês no Amapá, anuncia MS

Casos podem estar associados ao vírus da zika.Boletim reúne dados de outubro de 2015 a 2 de abril.

(Foto: Reuters/Ueslei Marcelino)

Três bebês nasceram com microcefalia no Amapá e a condição neurológica pode estar associada ao vírus da zika, segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde na terça-feira (5). O documento cita que outros dois casos estão sob investigação no estado. Das 5 notificações, nenhum caso suspeito foi descartado.

Nota da redação: o G1 errou ao noticiar anteriormente que havia dois casos de bebês com microcefalia no Amapá. Na verdade, segundo o Ministério da Saúde, são três casos, no total. A reportagem foi corrigida às 10h20.

O ministério informou que considera que houve infecção pela zika na maior parte das mães que teve bebês com diagnóstico final de microcefalia, e que estão investigando todos os casos.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) promete falar sobre o assunto ainda nesta quinta-feira (7).

No país, 1.046 casos de microcefalia já foram confirmados. Destes, 170 tiveram teste positivo para a zika. Os dados do Ministério da Saúde são referentes a casos investigados de 22 de outubro de 2015 a 2 de abril de 2016, após a doença ser relacionada ao surto do vírus transmitido pelo Aedes aegypti no Brasil.

A microcefalia pode ter como causa, além do vírus da zika, outras doenças infecciosas como sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus, e herpes viral.

Zika no AmapáO enfermeiro Roosevelt Pureza, de 39 anos, e uma jovem de 20 anos foram os dois primeiros casos de zika vírus no Amapá. A doença do enfermeiro foi confirmada após exame laboratorial divulgado no dia 1º de abril.

A jovem, que mora em Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá, foi detectada com o vírus por um laboratório localizado em Saint George, cidade da Guiana Francesa, vizinha a Oiapoque. O Ministério da Saúde considerou o caso como brasileiro. Há outros casos clínicos suspeitos de contaminação no estado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.