Buscar

Servidores reclamam que não conseguem sacar salários como Governo anunciou

Assessoria ficou de ver com a Sefaz o que ocorreu

Diversos servidores estaduais de Mato Grosso do Sul entraram em contato com o Jornal Midiamax, na manhã desta sexta-feira (1º), para avisar que os salários não estão disponíveis para saque. O prazo legal para pagamento dos salários é o quinto dia útil de cada mês, no entanto, eles reclamam que o governo teria anunciado no Portal do Servidor a data.

Ontem (31), o próprio governo publicou no Portal do Servidor matéria na qual dizia que “reafirmando o compromisso de manter a folha salarial em dia, o Governo do Estado informa que o salário dos servidores públicos de Mato Grosso do Sul estará disponível para saque no próxima sexta-feira (1º)”.

Não foi o que aconteceu. Um dos servidores que entrou em contato com o jornal, reclamou e disse que o Governo atual entrou com discurso que manteria os pagamento no 1º dia útil, como vinha acontecendo nos últimos nove anos, mas não é o que tem ocorrido. “Eu sei que pela lei tem até o quinto dia útil para pagar, mas estamos organizados desta forma e o governador afirmou que faria. Está se mostrando como os demais, só discurso”, criticou.

Outro servidor, se disse indignado porque tinha médico marcado para esta sexta, e como os salários não foram depositados não tem dinheiro para pagar a consulta. “A gente fica aguardando meses por uma consulta e quando sai não pode ir porque não recebeu. Agora vou esperar mais quanto tempo?”, criticou.

Conforme a matéria publicada no Portal do Servidor, os cerca de 70 mil funcionários públicos divididos entre ativos, inativos e pensionistas que compõe folha de pagamento referente ao mês de março teriam os vencimentos depositados hoje.

O texto ainda diz que a folha é de aproximadamente R$ 241 milhões, conforme informações da Secretaria de Estado Fazenda (Sefaz). 

O jornal entrou em contato com a assessoria do Governo, que ficou de ver com a Sefaz o que ocorreu.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.