Buscar

FLAGRA:Em Sidrolândia depósito clandestino vira criadouro do mosquito Aedes Aegypti

Depósito de ferro velho clandestino na entrada da cidade é um verdadeiro criadouro do mosquito Aedes Aegypti

O site SidrolandiaNews, mais uma vez foi procurado para uma denúncia neste final de semana, trata-se de uma afronta a tudo que o poder público esta investindo para controlar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

Sidrolândia registra próximo dos 20 casos de Dengue nas primeiras semanas de 2016, uma verdadeira calamidade conforme a tabela da Secretaria de Saúde do MS.

O proprietário de um ferro velho clandestino, que fica localizado na entrada da cidade nos fundos com a nascente do lago do Parque do Vacaria e das residências do Parque das Orquídeas, contribui para que Sidrolândia seja uma das cidades mais afetada pela doença em todo o estado do MS.

Segundo os próprios moradores, o fiscal de postura esteve no local e o próprio informou que já “notificou” o responsável, mas que ele ignora as notificações e continua exercendo clandestinamente a sua atividade. 

“Minha esperança é que para não ser transmiti a a nível nacional, sejam tomadas providências pelo poder público em retirar este comercio clandestino,  que fica praticamente como cartão postal de Sidrolândia” disse revoltado um empresário e morador do Parque das Orquídeas.

CRIME CONTRA O MEIO AMBIENTE Em poucos minutos, além dos criadouros do mosquito transmissor da doença, todos infestados de larvas, o pior foi encontrado. A equipe de reportagem, localizou uma grande quantidade de piche que foi derramada pelo deposito clandestino, e o mesmo vai direto para a nascente do lago do parque, deixando  visível a sensação de impunidade, já que o mesmo foi notificado pelo fiscal de postura. 

Segundo as informações o terreno e de propriedade de um  fazendeiro que deixou o  local ser usado de maneira irregular.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.